segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Trabalhadores Terceirizados Rejeitam a Proposta dos Patrões - SINDISERVIÇOS/DF

ResultadoData base 2016

Notícia ótima para um começo de ano!!


Mais de quatro mil trabalhadores terceirizados do Distrito Federal (DF), reunidos na 3ª Assembléia Geral da Data–Base realizada na quarta-feira 05/12, foram unânimes e não aceitaram a proposta dos patrões de reajuste de 12% sobre o piso da categoria e para os salários de até R$ 999,99.

Para os salários acima desse valor, a proposta é de reajuste de 10%, sendo o mesmo índice percentual para o tíquete alimentação que hoje é de R$ 16,00 e passaria para R$ 17,60.

Ainda na mesa de negociação com os patrões, a direção do Sindiserviços deixou claro que a proposta apresentada pelos patrões não atende os anseios da categoria.

A Assembléia Geral, além de homologar a posição do Sindiserviços, decidiu pela unificação da campanha salarial com os vigilantes que também estão em processo de negociação com os patrões.

O presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT/DF), Rodrigo Britto, autor da proposta, esclareceu que a maior parte dos patrões dos trabalhadores prestadores de serviços também são proprietários das empresas de vigilância do DF.

Está marcada para o dia 11/12 uma nova reunião com os patrões e a direção do Sindiserviços estará ratificando a posição dos trabalhadores terceirizados do DF por um reajuste de 34,14% e tíquete alimentação de R$ 25,00 e que deverá vigorar a partir de janeiro de 2013.

Também vai reafirmar as clausulas sociais contidas no Acordo Coletivo de Trabalho e a garantir os avanços propostos na pauta de reivindicações entregue para os patrões no dia 28 de setembro passado.




Por Robson Silva