sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

Trabalhadores Terceirizados do DF Rejeitam Proposta dos Patrões (Data Base 2015)





Por Imprensa Sindiserviços-DF – Robson Oliveira Silva 


Fotos: Guina

Ao expor na Assembléia Geral da Data-Base 2015, realizada no final da tarde dessa quarta-feira 07, no estacionamento do Teatro Nacional de Brasília, que os trabalhadores terceirizados e os vigilantes, por coincidência de data-base e patrões, estarão apresentando propostas conjuntas e que atendam igualmente às reivindicações trabalhistas das duas categorias. A presidente Maria Isabel Caetano dos Reis colocou em votação a proposta de reajuste salarial e tíquete alimentação apresentada pelos patrões de 8% e que foi rejeitada por unanimidade pelos quase três mil trabalhadores terceirizados presentes na Assembléia. 



A categoria também aprovou entrar em estado de greve e a realização de uma nova Assembléia da Data-Base para o próximo dia 15, excepcionalmente numa quinta-feira, às 17 horas, no estacionamento do Teatro Nacional de Brasília, ao lado da Rodoviária do Plano Piloto.




A sua fala também foi carregada de elogios aos bravos quase trinta mil prestadores de serviços na limpeza, conservação, manutenção, merendeiras, recepcionistas, bilhetagem do DFTrans e demais terceirizados no Governo do Distrito Federal (GDF), que estão sem receber o 13º salário e seus benefícios. 


A presidente comunicou que haverá uma nova audiência pública no Ministério Publico do Trabalho (MPT – 10º Região), nesta quinta-feira 08, às 15h30, agora com a presença dos novos dirigentes do GDF.