terça-feira, 13 de setembro de 2016

Lábios que eu beijei - J. Cascata e Leonel Azevedo, por Caetano Veloso



Caros,

O que dizer dessa composição perfeita de J. Cascata e Leonel Azevedo, além de que ela é fantasticamente linda?

Uma poesia maravilhosa aliada a uma melodia incrível.

Confesso que nunca gostei tanto de uma interpretação de Caetano como gosto dessa. Ele foi clássico, galante, com uma impostação vocal deliciosa de ver e ouvir. Foi uma grata surpresa quando ouvi pela primeira vez.

Curte valsa? Ih, foi mal! Mas faça uma tentativa... O mundo da música te pede isso!

No mais, delicie(m)-se...


Magda




Lábios que eu beijei
Mãos que eu afaguei
Numa noite de luar assim
O mar na solidão bramia
E o vento a soluçar pedia
Que fosses sincera para mim

Nada tu ouviste
E logo partiste
Para os braços de outro amor
Eu fiquei chorando
Minha mágoa cantando
Sou a estátua perenal da dor

Passo os dias soluçando com meu pinho
Carpindo a minha dor, sozinho
Sem esperanças de vê-la jamais

Deus, tem compaixão deste infeliz
Por que sofrer assim?
Compadecei-vos dos meus ais

Tua imagem permanece imaculada
Em minha retina cansada
De chorar por teu amor

Lábios que beijei
Mãos que eu afaguei
Volta, dá lenitivo à minha dor