quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Insegurança Cartesiana



Ontem construí um muro
Um muro de silêncios
De histórias não vividas
De lembranças não perdidas
De memórias mal contadas

Ontem construí um muro
Um muro de estampidos
De esperanças não sentidas
De alegrias recolhidas
Razões não esclarecidas

Ontem construí um muro
Um muro não legítimo
De ensejos não restritos
De desejos impulsivos
De amores provocados

Precioso
Muro
Em
Q
U
E
D
A
Para Ralmi, após Costica Bradatan**
Obrigada pela ajuda!
Imagem retirada daqui